FESTIVAL ROCK AO VIVO – Power (Shot SX40)

“Pedreira Paulo Leminski, o maior palco da America latina e temos também o unico estadio coberto da America latina, mas é assunto pra depois!” #SRN

O que foi a tempestade (Furacão?) de granizo ontem? São Pedro meu amigo, foi animal.

No Festival Rock ao Vivo, o grupo Europe abriu a noite, Joey Tempest manteve-se no palco ate o som da chuva ficar mais alto que a musica e a chuva de granizo ficar muito violenta.
Foram os mais punks dos punks, resistiram mais do que deviam no palco. Nunca vi a Pedreira daquele jeito, do camarote nao se via o palco. Quando a chuva apertou a multidão saiu correndo pra onde tinha cobertura pra se proteger, caos total, barulho infernal, medo mesmo. Em torno fez-se montes de granizo!

Tiraram todos equipamentos eletrônicos do palco, varreram tudo, conferiram, pediram calma e paciência. Depois de quase 2 horas, tudo checado, Whitesnake subiu ao palco e continuou o festival, começou chover leve e David Coverdale não se intimidou nem um pouco com o aguaceiro também e fez a galera pular, entoar e festar na chuva. O guitarrista Joel Hoekstra deu show a parte, maravilhoso!
A chuva deu uma pequena trégua por uns minutos, mas logo voltou forte.
Scorpions subiu no palco com um estrondo da bateria, fotógrafos e publico a posto, ninguém arredou o pé, todos entoaram os clássicos com a terceira e ultima banda, Pedreira Paulo Leminski mais um festival pra historia com as lendas do Rock!
A minha maquina Power Shot SX 40, já tomou muita chuva e tem um ranger de grilo continuo quando uso o zoom. É a unica que arrisco assim, não me deixa na mão. Suas imagens em questão não estão com muito foco, mas da pra ter uma ideia do caos de ontem, da continuidade do momento e de que no fim as pedras rolaram como tinham que rolar, deu tudo certo!